Construção Civil Indústria

Episódio 03 – Série Especial EPI: Cremes de Proteção Corporal

Escrito por gaveteiro_admin

Funções onde são apresentados riscos dermatológicos ocupacionais, são necessários o uso de creme corporal. Escolha bem o creme protetor e evite acidentes!

Equipamentos de proteção individual não se restringem apenas a capacetes, macacões, protetores auriculares e luvas. Dependendo da área de atuação do trabalhador, cremes corporais são essenciais para evitar riscos químicos, físicos e biológicos. Confira os tipos e descubra se eles são necessários para uso no ambiente corporativo!

 

 

• O que são?

Cremes de proteção corporal são equipamentos de EPI que impedem que a pele do funcionário entre em contato com agentes agressores do tipo: físicos, químicos e biológicos. A finalidade desses EPI’s é proteger a pele do trabalhador contra a penetração de agentes nocivos e letais no organismo, como por exemplo, dermatoses ocupacionais. Os cremes barreira ou luvas químicas – como são conhecidos – devem ser aplicados na pele em uma camada uniforme para que mantenham a integridade do usuário.

• Tipos de cremes de proteção corporal:

 

– Creme Corporal Resistente a Água.

O creme protetor Luvex, quando aplicado a pele, não sai ao entrar em contato com a água. A forma de retirá-lo do corpo é com sabão tensoativo. Este tipo de creme barreira ou luva química, contém em sua fórmula silicone para que tenha dupla proteção. Ideal para tirar graxa das mãos, e para trabalhadores que manuseiam gastrabalhador-passando-creme-protetor-epi-para-pele-300x228olina, solventes, argamassas, colas, derivados de petróleo, produtos solúveis ou não em água.

Existem no mercado cremes que não levam silicone em sua composição. O creme Luvex sem silicone, é ideal contra todos os agentes químicos descritos anteriormente. Entretanto este creme corporal é destinado a empresas onde silicone não é permitido e também é indicado para áreas de pintura. Existem também os cremes branqueadores ópticos que são desenvolvidos com matérias-primas especiais como a visibilidade frente à luz negra e também protegem o funcionário em trabalho com tintas de vários tipos.

 

– Creme Corporal Resistente a Óleo.

Quando aplicado a pele do usuário, não é removível quando em contato com produtos oleados. Contudo, em contato com a água ele sai facilmente – e também em contato com outros produtos hidrossolúveis –.

homens-trabalhando-com-componentes-agressores-a-pele-protecao-creme-epi-resistente-a-oleo-para-protecao-da-pele-620x315

Os cremes de proteção que contêm silicone oferecem dupla proteção e devem ser usados por trabalhadores que manuseiam: graxa, óleo, solventes, gasolina, cal, cola, verniz, pós em geral e produtos químicos que não contenham água em sua fórmula. No mercado existem também as opções de creme sem silicone, sem dupla proteção e que são eficazes contra agentes químicos que não contenham água em sua composição. Esse tipo de creme geralmente é usado em setores nos quais o uso de silicone não seja  permitido. Branqueadores ópticos à base de óleo também existem, tem as mesmas funções dos cremes corporais resistentes a água, com a única diferença de que protegem apenas contra produtos que não tenham base aquosa.

É sempre recomendável usar creme para mão antes e depois de começar qualquer tarefa para manter também a hidratação da pele, para que não haja o envelhecimento precoce das células.

– Creme Facial.

O protetor facial deve ser usado quando o trabalhador entra em contato com partículas volantes em serralherias, aplicação de defensivos, apicultura, jateamento,  atendimento a emergências por bombeiros e contra riscos químicos e biológicos.

trabalhador-passando-creme-protetor-epi-para-a-pele-segurança-do-trabalhao-366-269

– Cremes para o corpo especiais.

O uso desse tipo de creme corporal têm usos definidos e bem especificados pelo fabricante. É necessário ler atentamente as instruções antes do uso, pois além de usá-lo corretamente é extremamente importante que o creme corporal de proteção tenha real eficácia contra os agentes nocivos que o trabalhador entrará em contato:

  •         3×1: Pode ser à base de água ou óleo, o creme Luvex Special, por exemplo, é indicado para funcionários que trabalham  com pintura.

 

  •         Para manuseio de produtos alcalinos: O protetor Luvex industrial, é um creme barreira eficiente contra meios ácidos e alcalinos (básicos), além de proteger contra outros agentes químicos, conhecido como epi produtos químicos.

 

  •         Protetor Solar: Os cremes de proteção solar da Luvex, é ideal para proteção contra radiações UVA e UVB emitidas pelo sol ou por máquinas (soldas e aparelhos especiais). Não sai com água e o mercado fornece em duas versões; FPS 24 e FPS 54.  Ele é usado para trabalhos na indústria, mas ainda não é considerado  um produto de EPI. Mesmo assim é importante fornecê-lo aos trabalhadores para evitar riscos a pele.  O protetor solar Luvex UV protege a pele das radiações UVA e UVB, é hipoalergênico, resistente a água e é testado dermatologicamente. O bloqueador solar Luvex protege das radiações UVA e UVB em até 60 vezes mais com duração de até 6 horas. A vantagem desse produto e que ele não é produzido para ser comercializado para pessoas físicas, sendo assim, um protetor solar para empresas.

 

  •         Agentes biológicos: Usado contra agentes biológicos. Possui ação bacteriostática, a qual protege o usuário contra proliferação de microrganismos e proteção contra os demais agentes químicos, inclusive os ácidos.

 

 

serie-protecao-para-pele-epi-com-creme-protetor-no-trabalho-segurança-do-trabalho-620x300

 

• Seleção:

  1. Para escolher o creme corporal de proteção certo é imprescindível que alguns testes sejam feitos, como por exemplo, o de irritabilidade quando em contato com a pele.
  2. Pesquise bem com qual tipo de risco o funcionário será colocado no decorrer da jornada de trabalho.
  3. O creme deve dar proteção efetiva contra o agente químico pelo qual ele é indicado.
  4. A aplicação do produto deve ser fácil, o creme deve ter persistência sobre a pele e também deve ser removido com facilidade do corpo.
  5. Todos os cremes corporais devem ser aprovados dentro dos parâmetros exigidos pela Vigilância Sanitária.

 

Como visto os cremes protetores são EPI’s tão importantes quanto os EPI’s físicos (luvas, capacetes e óculos, por exemplo), portanto os empregadores devem saber quais riscos que a função exercida oferece e disponibilizar gratuitamente aos seus funcionários cremes de proteção adequados.

Conheça outros EPI’s acompanhando nossos posts anteriores:

 

Sobre o autor

gaveteiro_admin

Deixar comentário.

Share This