Dicas da Marta

Botas de EPI : Todo o cuidado é pouco!

Escrito por flavaccaro

Você sabe como tornar sua bota de proteção ainda mais durável? Não? Descubra tudo agora acessando o blog do Gaveteiro.com.br! Clique e saiba mais!

As botas de EPI são item obrigatório para trabalhadores CLT que estejam expostos aos riscos durante o expediente. Mas como cuidar do seu EPI? Como prolongar a vida útil da bota? Como fazer a higienização? Confira!

O primeiro contato que o trabalhador tem com o equipamento de proteção individual é durante seu primeiro dia de trabalho. A empresa fornece um breve treinamento sobre o uso e a importância dos EPI’s, mas nem sempre explica os cuidados necessários para que esse equipamento dure mais tempo, não possua odores e esteja sempre em ótimas condições.

Como higienizar botas de EPI?

Um pano úmido e limpo é o bastante para eliminar a sujeira acumulada na superfície, o que garante a maciez do material e resistência do couro (no caso de botas Nobuck, por exemplo).
A forma ideal para a secagem é através da temperatura ambiente, em local com sombra, longe de calor muito forte de secadores de roupa, aquecedores, sol ou estufas, pois a grande temperatura pode afetar o material da bota, causando deformidades e rachaduras.
No caso de suor por conta do uso durante o expediente, deve-se esperar que ele seja eliminado naturalmente.
Após a limpeza, aguarde o EPI secar naturalmente por completo e em seguida, se achar necessário, aplique algum produto de engraxe ou de conservação de acordo com o material da bota de segurança, seja couro, PVC, EVA ou borracha.

Como evitar maus odores?

Assim como os tênis, o surgimento de maus odores nas botas surge por conta da proliferação de fungos e bactérias através do uso incorreto dos calçados.  Para evitar esses cheiros desagradáveis, o uso de meias de algodão limpas é indispensável, assim como ter palmilhas antimicrobianas secas, manter as botas em locais arejados e longe do calor, e ter pelo menos dois pares de calçados para alternar ao longo da semana.

Bota EPI tem validade?

As botas de EPI não tem validade em si, elas têm algumas pequenas regras de estocagem: Não manter o sapato estocado por mais de 180 dias para não causar hidrolização (quando o solado se solta do calçado de segurança), e o prazo correto para o estoque de calçados de borracha é de até 12 meses.
Além disso, as botas de segurança possuem um Certificado de Aprovação (conhecido como C.A) que garantem a qualidade da bota referente a alguns testes de qualidade, como exposição á umidade, reagentes e impactos.

Dicas de conservação:

  1. Compre uma bota adequada para o tipo de trabalho necessário, e escolha uma marca de qualidade que ofereça garantia ao consumidor, como por exemplo, botas Bracol.
  2. Armazene o produto em locais arejados, isso garante maior vida útil do material de fabricação e evita odores indesejados.
  3. Saiba identificar os tipos de botas e a que produtos são resistentes e aos que não são.
  4. Não utilize a bota fora do ambiente de trabalho, o desgaste desnecessário fará com que seu uso seja menor.
  5. Se houver dúvidas na hora da compra do calçado, busque informações no departamento de segurança da empresa.

Sobre o autor

flavaccaro

Deixar comentário.

Share This