Construção Civil Indústria

Veja 5 formas de aumentar o engajamento dos funcionários

Escrito por flavaccaro

Manter o engajamento dos funcionários é fundamental para garantir a produtividade na empresa. Esse estímulo deve ser ainda mais presente em ambientes e atividades que apresentam riscos, pois os colaboradores precisam tomar as providências necessárias para garantir a sua segurança e saúde.

E, nesse sentido, o papel do Técnico ou Engenheiro de Segurança do Trabalho é essencial. Ele é responsável por realizar as orientações sobre o uso correto dos equipamentos de proteção individual (EPIs), realizar palestras e monitorar se os funcionários estão cumprindo com as exigências da empresa.

Contudo, é muito comum observar casos em que os funcionários da companhia encontram desculpas para não utilizar o equipamento de proteção e se esquecem dos acidentes que podem acontecer. Então, como manter a equipe motivada para o uso dos EPIs diariamente? Veja a seguir!

engajamento-dentro-da-industria-com-uso-de-epi

Por que é importante engajar funcionários?

Uma empresa precisa compreender o perfil dos seus funcionários para saber orientá-los e engajá-los corretamente. Para tanto, é fundamental trabalhar a cultura organizacional da corporação, promover a qualidade de vida e formas de reconhecer os trabalhadores que se destacam em relação aos demais.

Ao promover o engajamento dos funcionários, a companhia obtém profissionais mais motivados para as atividades do dia a dia, que compartilham dos objetivos do negócio e têm o intuito de crescer com a corporação. Além disso, um trabalhador engajado é mais feliz com a atividade que executa e acaba sendo um incentivador para a equipe.

Na área da segurança do trabalho, o engajamento dos funcionários é ainda mais importante. Isso porque, entre 2012 e 2016, o Brasil registrou 3,5 milhões de acidentes de trabalho, com um total de 13,3 mil mortes. Muitas vezes, isso ocorre devido à ausência de uso de EPIs por parte dos trabalhadores.

Sendo assim, ao engajar os colaboradores para o uso dos equipamentos de proteção individual, a empresa consegue se proteger de multas e evitar acidentes que provocam a perda de vidas.

Como promover o engajamento dos funcionários para o uso de EPIs?

Algumas estratégias podem ser adotadas para melhorar o engajamento dos funcionários em relação aos EPIs. Veja a seguir:

1. Tenha uma liderança engajadora

O Técnico ou Engenheiro de Segurança do Trabalho precisa ser um líder inspirador. Assim, seus funcionários se projetarão em suas ações e seguirão os exemplos praticados.

Para contribuir nesse processo, o profissional pode também encontrar trabalhadores com perfil de liderança nos grupos e que são bons exemplos para os demais. E, assim, instruí-los sobre a necessidade do uso dos EPIs e solicitar auxílio na orientação e cobrança dos demais funcionários.

Dessa forma, caso ocorra algum problema ou dificuldade em relação ao uso dos equipamentos, esses líderes das equipes buscarão ajuda do Técnico em Segurança do Trabalho.

2. Promova ações de incentivo

Outro ponto importante para aumentar o engajamento dos funcionários é realizar ações de incentivo e apoio para melhorar o aproveitamento do profissional na empresa.

Informe os funcionários sobre as normas da legislação referentes à segurança do trabalho. Assim, eles poderão compreender os motivos da empresa exigir o uso. Também é possível utilizar exemplos reais de acidentes de trabalho que ocorreram por ausência do uso de EPI para ressaltar a necessidade de utilização.

Além disso, a corporação pode adotar a penalização do funcionário — mediante advertência verbal, por escrito ou suspensão nos casos de reincidência. Procure registrar documentalmente o fato ocorrido para resguardar a empresa em caso de acidentes com esse funcionário.

É importante ressaltar para os colaboradores que eles também têm obrigações com a companhia. Em alguns casos, o Tribunal do Trabalho permite a demissão por justa causa do trabalhador que se recusa a utilizar o equipamento de proteção individual.

Em outras situações, a responsabilidade sobre o acidente de trabalho e falta de uso do equipamento de proteção recai sobre a empresa. Por isso, cabe ao Técnico ou Engenheiro de Segurança do Trabalho orientar bem a equipe e registrar os fatos ocorridos.

3. Ofereça treinamentos

O Técnico ou Engenheiro de Segurança do Trabalho também deve investir em treinamentos periódicos e didáticos para os funcionários. Para tanto, pode-se utilizar materiais informativos, dados estatísticos sobre acidentes de trabalho e consequências da não utilização.

Além disso, é possível convidar um palestrante externo para falar sobre o assunto — como um médico que trata de fraturas ocasionadas por acidentes de trabalho ou alguém que já se acidentou.

Outra opção é realizar atividades práticas com os trabalhadores. Pode-se escolher um dia do mês para treinar com a equipe o uso de cada equipamento de segurança e, inclusive, as ações que devem ser adotadas em casos de emergência.

Dependendo da área de atuação da companhia, é fundamental fazer treinamentos frequentes para casos de incêndio ou vazamento de produtos tóxicos, por exemplo.

4. Faça campanhas educativas

Promova campanhas com os funcionários como forma de engajar a equipe. Isso pode ser feito, inclusive, em momentos de festas e eventos corporativos. O assunto precisa ser reforçado com frequência para que o EPI se torne um hábito para os trabalhadores.

5. Fiscalize o uso dos EPIs pelos funcionários

Crie uma cultura na empresa para estimular o uso dos EPIs. Para tanto, o Técnico ou Engenheiro de Segurança do Trabalho também precisa realizar a supervisão e a fiscalização constante sobre o uso dos equipamentos.

Ademais, é necessário adotar indicadores de qualidade para avaliar quais ações funcionam e quais precisam ser adaptadas para obter maior engajamento dos funcionários em relação ao uso dos equipamentos.

Lembre-se: os acidentes de trabalho ocasionados pela ausência do uso de EPI podem incorrer em penalidades para a empresa, como multas e processos na área civil e criminal. Sem considerar os casos em que a companhia é obrigada a pagar adicional de insalubridade para o funcionário que sofreu acidente.

Enfim, ao adotar essas atitudes simples, o Técnico ou Engenheiro de Segurança do Trabalho terá maiores chances de obter o engajamento dos funcionários para o uso de EPIs. Como consequência, reduzirá os riscos para os trabalhadores e para a companhia.

Você gostou deste artigo e quer ler mais assuntos como este? Assine nossa newsletter e receba conteúdos em seu e-mail!

Sobre o autor

flavaccaro

Flavia é redatora do Gaveteiro.com.br

Deixar comentário.

Share This