Dicas do Gaveteiro

5 passos simples para evitar focos da dengue na empresa

Escrito por Fernanda Silva

Fim de ano chegando e com ele os planejamentos da empresa para as festas de confraternização e férias coletivas. No meio dessa correria, é normal esquecer de dar atenção extra para à saúde dos funcionários. Assim, o Blog do Gaveteiro trás 5 dicas para prevenir a empresa contra os focos da dengue e manter a saúde ocupacional sempre em dia. Confira!

Saúde do Trabalhador

De acordo com a NR-7, é responsabilidade das empresas promover e preservar a saúde dos colaboradores levando em consideração os problemas causados pela ocupação: agentes químicos, biológicos, imunológico e/ou abrasivo dos quais, muitas vezes, são orientados à proteção com EPIs e EPCs. Porém, há outros riscos não relacionados diretamente com o trabalho, dos quais sem a devida atenção, a empresa pode vir a ter dificuldades com o bem estar do coletivo, como é o caso dos problemas causados pelos focos de mosquito da dengue.

focos da dengue devem ser prevenidos para evitar que os mosquitos proliferem e os funcionários sejam afetados no trabalho

 

Problemas causados pelo foco da dengue

Com o excesso de calor e de umidade provinda da estação mais quente e chuvosa do ano, cresce o número de focos do mosquito Aedes aegypti que além da dengue, transmite ainda a febre amarela, a febre chikungunya e o zika vírus.

focos da dengue devem ser prevenidos para evitar que os mosquitos proliferem no ambiente de trabalho

O mosquito da dengue age, principalmente durante o dia, o que o torna ainda mais perigoso para quem trabalha nos períodos matutino e vespertino. Se identificado nos colaboradores sintomas como cansaço, dores no corpo, dor de cabeça, dor nos olhos, náuseas e febre à mais 39°C a 40°C por mais de 3 dias, oriente-os a procurar orientação médica, pois pode ser dengue. Assim, evitam-se transtornos da empresa com o funcionário, que pode suspeitar das atividades ocupacionais estar interferindo em sua saúde.

Principais sintomas da dengue:

  • Febre;
  • Cansaço;
  • Dor de cabeça;
  • Dor nos olhos.

Esses são basicamente, os primeiros sintomas da dengue, podendo apresentar ainda outros sintomas se identificado febre amarela, zika vírus ou febre chikungunya.

Passos para evitar focos da dengue na empresa

Passo 1: Retirada de água dos recipientes

O primeiro e mais importante passo para evitar os focos da dengue é tirar a água de pratos de plantas, pneus, garrafas, tambores entre outros reservatórios. Ao fazer a retirada de água desses objetos, impede-se que os ovos da dengue se desenvolvam, pois, é na água que eles amadurecem de ovo para larva e de larva para pupa para no final virar o mosquito.  

Depois de retirar a água desses locais, é imprescindível colocá-los de cabeça para baixo ou deixá-los tampados para evitar o armazenamento de água das próximas chuvas. Para locais que possuem vasos com água, é recomendado que troque a água diariamente para impedir das fêmeas depositarem os ovos na água parada.

focos da dengue devem ser prevenidos com recipientes voltados para baixo e tampados

Passo 2: Limpeza

Pode parecer chato e repetitivo falar que a limpeza é o principal passo para evitar os focos de dengue no ambiente, mas é importante ficar claro de que não é somente o ato de fazer a limpeza que deixará o local livre dos ovos da dengue, mas sim o modo pela qual é feita essa limpeza.

Ao fazer a retirada da água dos recipientes, é importante fazer a lavagem deles com uma buchinha e sabão neutro para ter certeza de que os ovos ali depositados foram eliminados. Caso não seja feito esse procedimento, o ovo, ao ficar imerso na água novamente, volta a ficar ativo, pois mesmo fora da água, o ovo pode sobreviver até 450 dias.

focos da dengue devem ser prevenidos com a lavagem regular de vasos de plantas e outros recipientes

Além da limpeza com bucha e sabão, recomenda-se fazer a limpeza regular de piscinas sem filtro, com o auxílio de peneiras  – para retirada de sujeiras e possíveis ovos da dengue – e com cloro de piscina – para matar germes e bactérias; Limpeza regular de ralos internos e externos, principalmente de garagens e lavanderias que ficam com água parada, podendo ser feita também o seu fechamento quando não usado; Lavagem diária de lixeiras, sendo preferível o uso de lixeiras com tampa; Aconselha-se ainda, usar areia em pratos de plantas e fazer a limpeza de folhas e sujeiras que impedem o escorrimento da água em calhas (para facilitar esse processo, o Blog do Gaveteiro recomenda o uso de soprador e aspirador elétrico).

Passo 3: Proteção de aberturas e frestas

Sua empresa segue todas as normas e dicas de limpeza, mas mesmo assim, todos presenciam os mosquitos da dengue no ambiente. Para isso, recomenda-se o uso de de telas de proteção em janelas e portas para impedir que mais insetos entrem no local.

Fazer também a manutenção do telhado para evitar água parada é uma boa dica para evitar a proliferação da dengue.  

focos da dengue devem ser prevenidos com a proteção de aberturas e frestas, podendo ser usado telas mosqueteiras em janelas e portas

Passo 4: Uso de repelentes e inseticida

Esse não é um passo para evitar o foco da dengue, mas sim um passo importante para evitar que todos sejam picados pelo inseto transmissor da dengue. 

Em primeiro lugar, faça o uso correto dos inseticidas no ambiente seguindo critérios como fluxo de pessoas, tamanho e quantidade de mosquitos presentes no local bem como o tamanho do cômodo – se aplicado em ambiente interno.  Combine o uso de inseticidas com repelentes para aumentar a proteção dos colaboradores da empresa.

Para trabalhos feitos em locais abertos, dê preferência à repelentes que possuem em sua fórmula UVA e UVB proporcionando ainda proteção contra os raios solares.

focos da dengue no local obrigam a todos a fazerem uso de repelentes

Passo 5: Cuide da saúde

Cuide e incentive à todos cuidarem da sua saúde pessoal. Se mesmo protegendo e fazendo o uso correto de EPIs e repelentes e ainda assim for identificado sintomas da dengue nos colaboradores, oriente-os a procurar orientação médica o mais rápido possível para que se possa ser feito o acompanhamento do caso. Além de usar o repelente, incentive os funcionários a beberem muita água para que possa ter maior diluição do vírus até se chegar no ponto de atendimento de saúde.  

focos da dengue no local obrigam a todos a procuraram orientação médica

Importante: Dengue, febre amarela, febre chikungunya e zika vírus não é transmitido de uma pessoa para outra por contato.

Fonte: Ministério da Saúde

Você pode ficar por dentro dessa e de muitas outras dicas para a sua empresa seguindo o Blog do Gaveteiro nas redes sociais!

    

Sobre o autor

Fernanda Silva

Deixar comentário.

Share This