Construção Civil Indústria

Análise de risco no trabalho: entenda a sua importância

Escrito por flavaccaro

segurança do trabalho já se tornou um assunto essencial para o sucesso de qualquer tipo de empreendimento. Com o passar dos anos, surgem novas técnicas e estratégias que revolucionam essa área de atuação.

As decisões que um profissional de segurança do trabalho toma garantem a segurança e o bem-estar de inúmeros colaboradores da empresa. Dessa forma, elas devem ser baseadas em conceitos atualizados e eficientes. Nessas horas, qualquer deslize ou desatenção pode ser fatal para colocar em risco a vida de uma pessoa e o andamento dos processos produtivos. Por isso, existem vários critérios e conceitos que precisam ser realizados e seguidos, e a análise de risco no trabalho é um de seus principais exemplos.

especialistas discutindo a análise de risco no trabalho para identificar os problemas de segurança da companhia

Neste post, você vai aprender um pouco mais sobre esse assunto e qual é a sua relevância. Além do mais, citamos as suas etapas e como é possível melhorá-la. Confira a seguir!

O que é a análise de riscos no ambiente de trabalho?

Como o seu próprio nome diz, ela tem como principal objetivo identificar e analisar os riscos existentes em um local de trabalho. Em outras palavras, a análise de risco visa trazer segurança para todas as pessoas envolvidas nas atividades realizadas, documentar as averiguações e correções realizadas e implementar procedimentos de segurança.

De uma forma bem simples, ela é focada no relacionamento saudável entre os colaboradores, as ferramentas de trabalho e o ambiente laboral. Assim, é fundamental realizá-la para cada situação que exista na empresa, evitando improvisações.

Qual é a sua importância?

Acidentes de trabalho podem acarretar em perdas humanas, financeiras e operacionais para um negócio. Por exemplo, o trabalho em espaço confinado oferece uma série de riscos para os seus profissionais, como a ausência de ventilação de ar e as possibilidades de explosões.

Dessa forma, a empresa precisa se preocupar com essas questões e propor medidas para solucionar e evitar problemas. A análise de risco no trabalho amplia o campo de visão dos profissionais e fomenta um estudo minucioso sobre as condições laborais existentes. Sem ela, toda a estratégia de segurança do trabalho e a escolha dos equipamentos de segurança ficam comprometidas.

Como essa análise deve ser feita?

Agora, chegou o momento de você conhecer as etapas para sua realização. Confira-as abaixo!

Saiba separar os trabalhos

O primeiro passo está relacionado ao desmembramento dos processos em atividades. Tentar fazer uma análise global pode fazer com que você se esqueça de detalhes importantes. Portanto, observe a rotina dos trabalhadores e veja como cada atividade acontece.

Não se esqueça de conversar com a equipe para entender melhor qual é o funcionamento dos processos e escute o que eles têm a dizer. Em muitos casos, esse feedback pode fazer toda a diferença para a identificação de um risco ou erro.

especialistas e funcionários discutindo a análise de risco no trabalho para identificar os problemas de segurança da companhia

Identifique e liste os riscos

Após isso, você deve identificar os riscos relacionados a cada atividade. Algumas perguntas o ajudam a desempenhar essa etapa, como:

  • o que pode dar errado?
  • o que poderia fazer com que a situação seja agravada?
  • qual é a probabilidade para que esse evento aconteça?
  • quais outros fatores podem intervir em sua ocorrência?

Documente e guarde tudo aquilo que for encontrado e analise essas informações sempre que achar necessário.

Faça o cenário de risco

A descrição do risco também é outra etapa determinante para a segurança de todos. Ela deve ser consistente e organizada, facilitando a definição de medidas de controle. Por exemplo, identifique onde o risco existe, quem está exposto, qual é o seu gatilho, quais fatores contribuem para a sua ocorrência e quais são as suas consequências.

Crie um plano de controle

A partir de agora, você deve focar seus esforços para solucionar e eliminar os riscos encontrados. Fomentar o uso de equipamentos de proteção, redesenhar o espaço de trabalho e treinar funcionários são apenas alguns exemplos de atitudes que permitem a atuação dentro das exigências das normas regulamentadoras.

Conscientize os funcionários

É perceptível que a atuação do profissional especializado em segurança do trabalho é essencial para reduzir os acidentes, não é mesmo? Entretanto, ele não atua sozinho e precisa trabalhar em equipe para atingir os seus objetivos.

Nessas horas, a conscientização dos colaboradores é uma importante ferramenta para melhorar os indicadores e aumentar a segurança de todos. O uso de diálogo é extremamente importante para espalhar o conhecimento e mostrar a importância da análise de risco no trabalho.

É preciso utilizar uma linguagem adequada e que seja facilmente compreensível por todos os envolvidos. Faça reuniões, palestras, apresentações e treinamentos para capacitá-los e veja como é possível aumentar o engajamento da equipe.

Quando os funcionários conhecem os riscos aos quais estão envolvidos, eles se tornam mais responsáveis, atuam conforme as regras e utilizam os equipamentos de proteção individual (EPIs) corretamente.

especialista mostrando ao funcionário os riscos que esta exposto caso não siga as normas de segurança onde o mesmo fica ciente de que foi feita uma análise de risco no trabalho

Revise a análise de riscos e a mantenha a análise atualizada

Uma gestão de sucesso é aquela que se mantém em atualização com as novidades tecnológicas e tendências do mercado. E esse conceito também deve ser aplicado na segurança do trabalho.

Infelizmente, alguns profissionais acham que a análise de riscos deve ser realizada apenas uma vez. Essa atitude é prejudicial para a equipe e cria a falsa sensação de segurança. Ela precisa ser constantemente atualizada e revisada. Isso acontece pois surgem novas ameaças quando menos se espera. Portanto, mantenha-a atualizada e sempre faça de tudo para otimizá-la!

funcionário anotando tudo o que foi identificado de anormal do que previsto na análise de risco no trabalho

Como os EPIs podem ajudar?.

Cada tipo de atividade necessita de EPIs específicos. Por exemplo, o trabalho em altura exige ferramentas que são fundamentais para o bom desempenho dos serviços, como os cinturões de segurança e os trava-quedas.

Outro setor que se beneficia do uso desses equipamentos é a construção civil. De qualquer forma, eles são essenciais para garantir a segurança dos funcionários e tornar a rotina de trabalho de cada um deles mais eficiente e estável. análise de risco no trabalho é essencial nos trabalhos da construção civil

Por isso, antes de tomar qualquer tipo de atitude em seu planejamento estratégico, faça uma pesquisa de mercado e encontre um fornecedor que tenha os EPIs que você procura. Preze pela qualidade desses produtos e encontre uma gestão pronta para oferecer uma grande variedade de suprimentos.

Gostou do nosso conteúdo sobre a análise de risco no trabalho? Quer aprender ainda mais sobre a importância da segurança nas organizações? Basta assinar a nossa newsletter e receber novos conteúdos diretamente em seu email!

Sobre o autor

flavaccaro

Flavia é redatora do Gaveteiro.com.br

Deixar comentário.

Share This