Dicas do Gaveteiro

Economia brasileira: 4 vantagens para comprar no início do ano

Escrito por Fernanda Silva

Quando um novo ano se inicia, todos tem um único objetivo: pagar as dívidas que fizeram no final e/ou ao longo do ano anterior. Por essa questão, muitas vezes, não há muita movimentação no comércio, o que faz com que varejistas e atacadistas vendam os produtos com preços mais baratos, conhecidos como saldões e liquidações. Confira dados da economia brasileira que confirmam vantagens em comprar no início de ano sem receios.

No final de ano, todos correm contra o tempo para comprar tudo o que precisam para as festas comemorativas. Não só os consumidores B2C, mas também os consumidores B2B – que tentam evitar imprevistos como encontrar as lojas em recesso.

Varejistas e atacadistas adquirem muitos produtos para atender a demanda de compra dessa época. Ocorre que, muitos dos produtos acabam “encalhados” nos estoques e as empresas optam por fazer saldões e ofertas. Uma das vantagens em fazer compras no início do ano.

Vantagens para comprar no início do ano

Além dos preços baixos de começo de ano, é possível encontrar outras vantagens, como o reaquecimento da economia brasileira em 2018Especialistas concordam unanimemente, que a economia brasileira este ano será positiva e irá beneficiar à todos:

A primeira vantagem está na redução de juros feita pelo Copom de 7% para 6,75% ao ano – o que garante a abertura de novas carteiras de crédito;

Depois da redução dos juros, vem a confiança no poder de compra das famílias, que de acordo com o Portal da Indústria, pode crescer em até 2,8%, onde além da redução dos juros, deve-se a organização das finanças familiares que apresentou uma melhora após a liberação do FGTS no final de 2017, em que 40% dos beneficiários, deram preferência em pagar dívidas;

Com a credibilidade dos consumidores na economia brasileira, vê-se a necessidade em contratar mais mão de obra para acelerar a produção de bens, o que permite o crescimento das indústrias e a oferta de empregos, onde se estima uma queda de 11,8% na taxa de desemprego;

Há ainda a questão da melhora da economia internacional que favorece o impulsionamento do PIB brasileiro. De acordo com especialistas pesquisados pelo site Correio Braziliense pode crescer entre 1% e 1,1%.

A economia, nada mais é do que uma cadeia de sobrevivência: onde se tem juros menores, tem mais compras, onde se compra mais, tem mais produção e onde se produz mais, precisa de mais mão de obra, abrindo oportunidades de emprego para o setor da indústria em geral.

Setores com previsão de crescimento

Especialistas em economia, prevê um aumento significativo na área da indústria, principalmente alimentícia e ainda na construção civil.

Setor alimentício

Com as recessões econômicas, a preferência por produtos alimentícios ainda é uma realidade que deve ser considerada por quem busca faturamentos positivos, pois é um setor de necessidade, em que em épocas de crise, o consumidor dará preferência à alimentos da cesta básica como arroz, feijão, café, açúcar e farinhas. Após a recessão,  os especialistas veem um aumento nos alimentos alternativos como danones, cereais matinais e bolachas recheadas e ainda alimentos saudáveis como integrais e frutas.

economia brasileira favorece o setor alimentício

Para a área da alimentação, deve-se ficar atento às exigências da vigilância sanitária, devendo sempre dar preferência a limpeza do ambiente e a eliminação de pragas bem como a segurança de alimentos com embalagens adequadas.

Setor civil

Com os juros baixos, facilita dar entrada na casa própria, o que aumenta ainda a demanda da área da construção civil, que tem uma previsão de crescimento em 2% de acordo com o Portal da Indústria. Dessa forma, é bom estar preparado para a contratação de mais pessoal.

O aumento de emprego requer infraestrutura para recebê-los para que possam estar protegidos diariamente contra acidentes laborais. Para garantir a segurança dos mesmos deve-se investir na compra de equipamentos de proteção coletiva e pessoal.

economia brasileira favorece o setor civil

Limpeza e escritório

Nenhuma empresa funciona sem a organização e a higiene. Por essa razão, todos os setores que prevê crescimento, prevê ainda o crescimento de funcionários e clientes e com isso, aumenta a demanda por materiais que atendam a organização e a higiene, como é o caso de materiais para escritório e materiais de limpeza.

Com relação aos materiais de escritório, pode ser encontrados com muitos descontos após as festas de carnaval, onde muitos pais já compraram os materiais escolares das crianças. Já os materiais de limpeza, são produtos que não tem época para ficar mais baratos ou mais caros, pois são de extrema necessidade para garantir a higiene de qualquer empresa.

economia brasileira favorece o setor das industrias de limpeza

Para não gastar tempo em cotar todos os produtos que a sua empresa precisa em diversos fornecedores enquanto se quita as dívidas, recomenda-se comprar tudo em um só lugar, de preferência com e-commerces especializados em fornecer produtos para clientes PJ. Confira as vantagens aqui.

Com o Gostou das informações do Blog do Gaveteiro? Confira muito mais informações para sua empresa em primeira mão acessando as nossas redes sociais.

    

Sobre o autor

Fernanda Silva

2 comentários

Deixar comentário.

Share This