Construção Civil

Ferramentas para construção civil: descubra o maquinário ideal

Escrito por flavaccaro

A crise econômica que assolou o Brasil nos últimos anos vem perdendo fôlego e já há um pequeno sinal de melhora, segundo os relatórios mais recentes. O setor imobiliário, apesar de tudo, não foi tão afetado como outros segmentos da economia e, agora, ganha ainda mais força.

homem-trabalhando-com-uma-furadeira-na-construcao-civil

As construturas devem se preparar para aproveitar as oportunidades e aumentar a produtividade. Para isso, é preciso dar uma atenção especial às ferramentas para construção civil.

Os equipamentos certos garantem um trabalho mais rápido e bem-feito, minimizando uma série de riscos a que os operários estão sujeitos em suas operações, principalmente as manuais. Como o canteiro de obras é uma área de alto risco, os trabalhadores precisam se preocupar com coisas que vão muito além de só usar os EPIs (Equipamento de Proteção Individual) obrigatórios.

O uso de ferramentas e maquinário mais adequados deve diminuir o índice de acidentes menores e proporcionar maior produtividade aos operários. Aprenda neste post tudo que você precisa saber para manter o ambiente de trabalho muito mais seguro e eficiente!

Quais são as ferramentas para construção civil?

dois-homens-na-construcao-civil-pensando-qual-o-melhor-maquinario-para-ser-usado-na-construcao-civil

Elas se dividem em dois tipos básicos: as manuais e as elétricas. Conheça agora as principais ferramentas de cada categoria:

Ferramentas manuais

As ferramentas manuais dependem unicamente do esforço humano para funcionarem e, apesar de não contarem com funcionalidades automatizadas, são as mais comumente utilizadas pelos operários em um canteiro de obras. Elas costumam ser mais baratas pela simplicidade e gerar menos riscos de acidentes na usabilidade. São extremamente úteis para o trabalho diário.

As principais ferramentas manuais são: chaves, estiletes, alicates, limas, martelos, marteletes, marretas, soquetes, formões, alicates para nivelamento, arcos, chaves de fenda, paquímetros, guinchos de coluna, betoneiras, carrinhos de pedreiro, pás de bico, pás quadradas, perfuradores, picaretas, serrotes, trollers, dentre outras.

Ferramentas elétricas

Diferente das manuais, as ferramentas elétricas têm funcionalidades automatizadas e, por isso, exigem menor esforço durante os processos de trabalho. Elas costumam ser maiores, mais pesadas e mais caras — pela incorporação de um maquinário apropriado. Também exigem cuidado no manuseio e rotinas de manutenção mais rigorosas.

As principais ferramentas elétricas são: chaves de impacto, desentupidoras, esmerilhadeiras, furadeiras, lixadeiras, máquinas de solda, marteletes, motobombas, pressurizadores, motosserra, elevadores de colunas, multicortadoras, plainas, politrizes, retíficas, serras circulares, serra mármore, serras sabre, serras tico-tico, soprador térmico, tupia, parafusadeira, serra fita, dentre outras.

Por que você deve escolher as ferramentas certas?

homem-trabalhando-na-construcao-civil

A agilidade, qualidade e segurança devem andar de mãos dadas em um canteiro de obras. Isso porque entregar construções dentro do prazo, de acordo com o projeto e sem sofrer alterações nos custos iniciais é fundamental para a credibilidade de qualquer construtora — tudo isso, claro, prezando pela integridade dos operários.

Dentre tantos fatores, a escolha das ferramentas certas é uma das que mais contribui para esse cenário. Veja como:

Melhora a segurança dos trabalhadores

Quando os operários não usam as ferramentas apropriadas para cada tipo de situação, aumentam o risco de acidentes. Mesmo usando EPIs, dependendo da ferramenta os profissionais podem ficar seriamente feridos e reduzir o número de pessoal disponível para a força de trabalho.

Além de atrasar a obra, a empresa pode ter que responder processos na justiça. Para evitar situações como essa, seja rigoroso na adoção das ferramentas certas para o trabalho.

Facilita o trabalho dos operários

As ferramentas certas também devem proporcionar praticidade ao trabalho. Isso quer dizer que os operários poderão fazer mais coisas em menos tempo com o mínimo esforço.

Aumenta a qualidade do serviço

Além de ser mais seguro e eficiente, usar as ferramentas certas será traduzido em estruturas mais bem montadas e reforçadas, além de melhores qualidades de acabamento. Para agregar maior valor à obra, você precisa considerar isso também.

Agiliza o andamento da obra

Com a segurança proporcionada, usar as ferramentas certas contribui para que a construtora tenha um quadro efetivo mais disponível, o que ajuda a manter o andamento da obra dentro do prazo.

Elas também podem ajudar os operários a economizarem tempo, já que permitem a realização de trabalhos com maior rapidez e exatidão.

Ajuda a economizar dinheiro

O desperdício de matéria-prima é um dos maiores problemas enfrentados pelas construturas, já que isso implica em inflacionar os custos da obra.

Grande parte dessa perda desnecessária é causada pelo uso de ferramentas inapropriadas. Então, para reduzir o desperdício de materiais nos processos, atente em quais ferramentas serão incorporadas em cada etapa da construção.

Como escolher as ferramentas ideais para construção civil?

O primeiro passo é analisar as necessidades da construtora. Liste quais funções serão desempenhadas na obra para descobrir de quais ferramentas cada operário precisará. Depois, estude o mercado para descobrir as novidades tecnológicas disponíveis. Aproveite para analisar diferentes marcas e modelos, verificando opiniões de usuários nas redes sociais e fóruns.

Algumas marcas têm ótima reputação no mercado devido ao bom custo-benefício das ferramentas. Esse é o caso de empresas como Gedore, Bosch, Starrett, Dewalt, Norton, Robust, Skil, Esab, Berg-Steel, Tramontina e muitas outras.

Mesmo que você se sinta seguro na escolha das ferramentas, é importante contar com o apoio de um especialista para ter certeza e evitar prováveis problemas ao longo da obra.

Como fazer a gestão das ferramentas de construção civil?

homens-na-construcao-civil-proximo-a-um-tunel-em-obras

Dedicar uma boa gestão às ferramentas e ao maquinário aumentará a vida útil desses equipamentos. Isso quer dizer que você deve se preocupar com muito mais do que apenas guardá-las no fim do expediente.

As etapas mais importantes são:

  • compre máquinas e ferramentas de qualidade reconhecida para ter um nível de durabilidade maior;
  • treine os operários para o uso correto de cada ferramenta, reduzindo o índice de quebras;
  • limpe as ferramentas antes e depois do uso — o acúmulo de resíduos e sujeiras reduz a eficiência;
  • faça manutenções preventivas de acordo com as especificações do fabricante — isso inclui regulagens e tratamentos contra oxidações, ferrugens e corrosões;
  • armazene as ferramentas corretamente, de preferência longe de umidade excessiva, frio ou calor intenso e alta exposição à luz solar;
  • renove as ferramentas sempre que necessário. Mesmo com manutenções preventivas, o tempo máximo de vida útil será alcançado uma hora ou outra. Quando esse momento chegar, a ferramenta não apresentará mais um desempenho satisfatório, resultando em dificuldades de manuseio, atrasos nas obras e piora na qualidade do trabalho.

Ficou claro que a escolha de ferramentas para construção civil é um processo que exige cuidado, pois influencia diretamente o sucesso do projeto e a segurança dos operários.

Pronto para começar? Precisa de ajuda com isso? Entre em contato com a gente agora mesmo e encontre as melhores soluções para sua obra!

banner-da-construcao-civil-com-maquinario-especifico

Sobre o autor

flavaccaro

Flavia é redatora do Gaveteiro.com.br

Deixar comentário.

Share This