Dicas do Gaveteiro

Entenda já o que diz a NR 17

Escrito por flavaccaro

Postura inadequada e lesão por esforço repetitivo (LER) estão entre as principais doenças ergonômicas que causam afastamentos no trabalho. Em 2013, mais de 3,5 milhões de trabalhadores apresentaram doenças ocupacionais. O problema é que, muitas vezes, as empresas e os colaboradores não cumprem as determinações da NR 17.

desenho-mostrando-como-estar-na-nr17-corretamente-ao-carregar-uma-caixa

A obediência à norma garante muito mais saúde aos trabalhadores, pois ela estabelece diretrizes para a criação de ambientes adequados para o desempenho das atividades. Mas, afinal, o que determina a lei e como colocá-la em prática? É sobre isso que trataremos a seguir!

O que diz a NR 17?

dicas-de-como-seguir-a-nr17-corretamente-e-a-ergonomia

Norma Regulamentadora 17 foi criada para determinar os parâmetros necessários para adaptar o ambiente de trabalho às características psicofisiológicas dos colaboradores. Ela tem o intuito de proporcionar bem-estar e segurança aos profissionais.

Por isso, ela contribui para evitar lesões nas diversas atividades exercidas. Um ambiente de trabalho adequado também favorece o aumento da produtividade, uma vez que o profissional não sentirá dores ou muito cansaço. Nesse sentido, a norma estabelece regras para determinadas atividades, como as descritas a seguir.

Transporte de cargas

Para realizar o levantamento e transporte de cargas de maneira regular (quando os materiais não são considerados leves), o trabalhador deve receber treinamento ou instruções sobre os métodos seguros.

Além disso, não é permitido o transporte manual de cargas quando o colaborador não tem um peso compatível para a tarefa, pois isso poderia comprometer a saúde dele.

Atividades em escritório

Um trabalhador de escritório que permanece a maior parte do tempo sentado deverá receber mobiliário próprio para a atividade. A altura das mesas e cadeiras deve ser compatível com o tamanho do funcionário, e se houver a necessidade de um encosto para o pé a fim de garantir a ergonomia, esse item deve ser providenciado.

Os computadores e monitores precisam acompanhar a altura da cabeça do indivíduo, por isso devem permitir o ajuste necessário. Também é primordial que as cadeiras sejam confortáveis, ao permitir o ajuste de altura e apresentar encosto para a região lombar.

Lojas

Os profissionais que passam a maior parte do dia em pé, como em lojas de roupas e calçados, devem contar com opções de assentos no ambiente para que possam fazer pequenas pausas.

Supermercados e comércio atacadista

Os profissionais que trabalham com checkout ou no sistema de autosserviço também têm regras específicas para a atividade. O mobiliário deve seguir as características antropométricas de 90% dos funcionários. Ele deve respeitar o alcance da manipulação dos itens e a visão adequada.

Os equipamentos também devem assegurar uma postura correta durante o trabalho. É importante que tudo seja montado para evitar o excesso de flexão e torção do tronco. O ambiente ainda precisa apresentar condições para o colaborador colocar uma cadeira com encosto lombar, para que ele possa sentar-se de vez em quando.

A esteira eletromecânica também deve ser instalada a fim de facilitar a movimentação das mercadorias. É fundamental ainda que seja criado um sistema para facilitar a comunicação com a equipe de apoio e de supervisão.

Para complementar, é muito importante que a companhia estabeleça um esquema de rodízio entre os funcionários para permitir pausas durante a jornada e a troca de atividades.

Portanto, é essencial a qualquer empresa garantir o mínimo de conforto para o trabalhador exercer as suas tarefas e evitar lesões por atividades repetitivas, falta de descanso ou levantamento de peso.

Também faz parte do critério de ergonomia o cuidado com as condições sanitárias do ambiente, como banheiros separados por sexo e espaços adequados para lanches.

Qual é a sua importância?

ergonomia-e-nr17

A norma regulamentadora garante um cuidado maior da empresa em relação ao colaborador. Ela exige que a companhia adquira equipamentos de proteção individual nas atividades que expõem o profissional ao risco, móveis adequados e equipamentos para garantir o desempenho dos trabalhos.

É importante que a empresa contrate um profissional para realizar a avaliação do ambiente de trabalho e indicar os ajustes necessários. Ele deve considerar as atividades realizas pelo colaborador, o tempo que ele permanece em pé ou sentado, dificuldades da função e problemas laborais.

Por exemplo: pessoas muito altas ou baixas costumam sofrer com as características dos mobiliários, pois eles seguem uma altura padrão. Cabe ao profissional de segurança do trabalho adquirir equipamentos para amenizar o problema e orientar o trabalhador sobre a sua utilização.

Também é fundamental observar os níveis de ruído do ambiente, iluminação, temperatura e umidade do ar, pois todos esses fatores podem causar danos ao trabalhador.

Como aplicar a ergonomia na empresa?

ergonomia-e-1r17-explicando-como-se-sentar-corretamente

Ela deve ser baseada nas descrições da NR 17 e sua aplicação deve ser feita mediante a criação de um programa de ergonomia. É essencial que o profissional de segurança do trabalho avalie os riscos de cada atividade e promova uma campanha de conscientização com toda a equipe:

  • os gestores devem ser orientados sobre a necessidade de adquirir mobiliários e equipamentos adequados para cada função;
  • os colaboradores precisam ser informados sobre os riscos ergonômicos e as técnicas adequadas para a manutenção da saúde (como sentar corretamente, fazer alongamentos etc);
  • o profissional de segurança do trabalho tem a função de avaliar constantemente se todos estão seguindo as orientações e realizar palestras para reforçar o tema.

Quais são as consequências do descumprimento da NR 17?

O empregador que descumprir as regras estabelecidas na norma poderá receber uma notificação durante uma fiscalização e tem até 60 dias, dependendo do caso, para realizar os ajustes. Caso ele não corrija o problema, pode ser multado e processado.

O funcionário também tem sua parcela de responsabilidade no cumprimento das regras. Ele precisa ser orientado sobre o assunto e notificado pela empresa se não atender a exigência. Caso repita a penalidade, a companhia tem o direito de demiti-lo por justa causa.

Agora você já sabe que a NR 17 estabelece regras para diferentes tipos de atividades e as condições sanitárias mínimas exigidas para manter a saúde do trabalhador. Cumprir a norma é importante para evitar multas para a organização e prejuízos ao colaborador.

Quer aprender mais sobre as normas que regem as empresas? Confira as particularidades e exigências da NR 35!

banner-com-produtos-gaveteiro

Sobre o autor

flavaccaro

Flavia é redatora do Gaveteiro.com.br

Deixar comentário.

Share This