Dicas do Gaveteiro

4 dicas de como escolher a embalagem certa para um produto

Flavia Vaccaro
Escrito por Flavia Vaccaro

Da elaboração à entrega do produto, é percorrido um longo trajeto. Muitos estudos, investimentos e testes são realizados para produzir a mercadoria ideal. Durante toda essa atividade, uma grande preocupação é gerada para atingir a excelência. Porém, algumas empresas podem se perder no meio do caminho e simplesmente não sabem como escolher a embalagem mais apropriada para os seus produtos.

embalagens-de-plastico-na-cor-branca-em-um-fundo-branco

E por que isso merece tanta atenção? Bem, entende-se que o envoltório é um utensílio que abriga o produto, deixando-o protegido. Mas, apesar de essa ser sua utilidade primária, há um fator que passa despercebido: o marketing.

A forma como a mercadoria chega às mãos do cliente é essencial para a geração de valor de uma marca. O recebimento é um momento muito esperado, por isso, é necessário gerenciá-lo da melhor forma possível.

Pensando nisso, elaboramos este post. Nele, você saberá como escolher a embalagem correta para o seu negócio. Confira!

Por que a embalagem é tão importante, afinal?

embalagem-de-papelao-em-cima-de-um-pallet-em-um-centro-de-distribuicao

A resposta é simples: embalagens afetam o comportamento de compra dos consumidores, já que muitas pessoas enxergam o pacote como mais importante até mesmo que a própria marca. Sem contar que, para a maioria das empresas, o visual da embalagem é a única comunicação da mercadoria com o cliente.

Nessa circunstância, planejamento gráfico de qualidade, formato moderno e rótulo informativo são indispensáveis para despertar o interesse do público. E existem diversos métodos para deixar um produto atrativo por meio do envoltório. Veja dois exemplos:

  1. Setor alimentício (food service): exibem imagens dos pratos prontos, principalmente quando a mercadoria não tem um visual tão apetitoso (caso de carnes e legumes);
  2. Setor de medicamentos: divulgam imagens de idosos felizes (em estado pleno de bem-estar), para fazer os remédios ficarem mais atrativos aos clientes.

Até cores e fontes chamam a atenção dos consumidores: itens com aparência clássica, em cor dourada e/ou preta, sugerem o estilo “premium”.

Como escolher a embalagem ideal?

embalagens-de-plastico-na-cor-preta-amontoadas

Existem diversas variáveis que precisam ser consideradas. Conheça as dicas a seguir para fazer a melhor escolha.

1. Proteja o seu produto

Essa é a principal função do embrulho: garantir que o seu produto tenha uma movimentação segura (ergonômica) e chegue em perfeito estado no ponto de venda ou na residência do comprador. Logo, é preciso avaliar o material a ser utilizado.

Mercadorias com características distintas demandam cuidado, pois algumas necessitam de proteção contra luz, faísca ou umidade. Isso deve ser considerado para manter a validade e evitar desperdícios.

Outro fator importante é como a embalagem influencia a logística. Portanto, descubra:

  • quantos itens conseguem ser entregues por vez;
  • a necessidade de utilizar um embrulho secundário;
  • as perdas prováveis no transporte.

Em geral, por causa das características do produto, a seleção dos materiais mais adequados fica um pouco limitada.

2. Atraia o consumidor

 

A embalagem ajuda a vender. Ela pode atrair as pessoas por causa do seu diferencial no ponto de venda, o que normalmente é uma questão de design. Contudo, materiais distintos passam sensações distintas.

Outro aspecto que chama a atenção do público é a conveniência na hora do uso. Afinal, todo mundo gosta de um pacote/recipiente inteligente, que favorece o consumo. Para ser efetivo nisso, conheça muito bem o perfil dos seus compradores, onde e como eles consomem o seu produto.

A partir daí, busque inovações que possam ajudar. Verifique o que o mercado internacional está fazendo para obter sucesso, mesmo que no momento seja inviável colocar em prática no setor industrial brasileiro.

Tenha sempre em mente que cada vez mais os consumidores desejam conexão e transparência com a marca. Portanto, descrições presentes nos embrulhos, como ingredientes e tabela nutricional também afetam a decisão de compra.

3. Considere a sustentabilidade

Este ponto é muito importante durante o processo de como escolher a embalagem ideal. Isso porque ainda é comum que a sustentabilidade seja promovida na forma de reparação e não como parte integrante do processo.

Ao escolher o pacote sem considerar a pegada sustentável, o problema é transferido para os profissionais do ramo que devem, de algum modo, nivelar as consequências geradas.

Para evitar esse problema, avalie a sustentabilidade em todos os aspectos: na escolha do material, na impressão, no design e na comunicação. Só dessa forma é possível fazer uma seleção adequada, que pondera todas as características relevantes para a empresa.

Sendo assim, levante os seguintes questionamentos:

  • o material pode ser reciclável, mas ele será reciclado?;
  • qual é o custo da logística reversa dessa embalagem?;
  • quais danos podem ser causados ao meio ambiente por conta de um descarte inadequado?

4. Olhe os custos

Nem sempre é viável tomar as melhores decisões no momento. Às vezes é necessário fazer uma escolha complexa em que algo deve prevalecer em relação ao outro. Por isso, compreenda bem as margens do seu produto, avalie as perdas e validade, saiba o que o seu público valoriza e defina o quanto a sustentabilidade é relevante para ambas as partes.

Só com todos esses dados em mãos, você saberá como escolher a embalagem ideal para sua empresa. Para isso, consulte um especialista a fim de atualizá-lo sobre as novas tendências de mercado.

Quais são os prós e contras dos diferentes tipos de materiais de embalagem?

 

Ainda na dúvida de qual embalagem escolher? Separamos os prós e contras de diversos materiais.

Vidro

embalagens-de-vidro-com-tampa-preta-em-um-fundo-branco

Prós:

  • durável;
  • reciclável infinitas vezes;
  • passa sofisticação e chama a atenção;
  • conserva melhor o produto em condições variadas.

Contras:

  • pesado;
  • dificulta a logística;
  • pode quebrar com facilidade quando mal manuseado.

Plástico

embalagens-pretas-organizadas-em-um-fundo-branco

Prós:

  • conserva muito bem a mercadoria;
  • leve, resistente e versátil;
  • conveniência no uso.

Contras:

  • pode vir de fontes não renováveis;
  • gera grande impacto ao meio ambiente quando mal descartado;
  • normalmente é descartável e de utilização única;
  • baixo índice de reciclagem — exceto as embalagens 100% PET.

Papel (sem misturar com outras substâncias)

embalagens-de-papelão-em-um-fundo-branco

Prós:

  • baixo custo;
  • proveniente de fonte renovável;
  • tem bom percentual de reciclagem.

Contras:

  • pouca durabilidade;
  • não pode ser usado para líquidos;
  • atua como combustível em caso de incêndios;
  • baixa proteção para o produto.

Metal

embalagens-azul

Prós:

  • resistente a impactos e vibrações;
  • alta proteção física;
  • elevada reciclabilidade.

Contras:

  • ocupa o mesmo espaço de armazenamento quando vazio;
  • pouca conveniência no manuseio;
  • possibilidade de corrosão.

Esperamos que as dicas de como escolher a embalagem certa para os produtos tenham sido úteis para você. Para não errar, faça um estudo adequado, realize testes, observe a concorrência e colete opiniões de clientes. Assim, a entrega e apresentação final da sua mercadoria será um sucesso.

E então, o que achou deste conteúdo? Ficou com dúvidas a respeito do tema ou deseja complementar alguma coisa? Envie suas perguntas e sugestões no campo de comentário abaixo!

banner-do-gaveteiro-com-br

Sobre o autor

Flavia Vaccaro

Flavia Vaccaro

Flavia é redatora do Gaveteiro.com.br

Deixar comentário.

Share This