Comércio/Logística Construção Civil Indústria

Quais são os principais tipos de botas de segurança e como escolher uma?

Fernanda Silva
Escrito por Fernanda Silva

Em ambientes fabris, industriais, hospitalares e outras empresas, o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) é essencial, principalmente quando se trata da escolha adequada dos calçados. A partir disso, a determinação dos tipos de botas de segurança ideais é uma parte importante do processo, com a seleção do componente apropriado para cada atividade.imagens-ilustrativa-de-luvas-a-ser-usadas-na-cozinha-epi-em-latex-e-antitermica-mais-usada-na-cozinha-industrialSobretudo, um dos EPIs mais utilizados e requisitados é a bota de segurança, protegendo os colaboradores contra ferimentos e acidentes relacionados com a questão de aderência do local de trabalho. Dependendo do tipo de atividade, os riscos que os profissionais estão sujeitos mudam, sendo necessário escolher o modelo de calçado que ofereça a proteção ideal.

Pensando nisso, desenvolvemos este artigo com o objetivo de apresentar as principais informações sobre os tipos de botas de segurança e como a escolha do equipamento ideal aumenta a produtividade das atividades. Acompanhe!

Qual a importância das botas de segurança?

Os calçados de segurança são itens que protegem os pés do usuário aos riscos inerentes das suas atividades laborais, especialmente em ambientes da construção civil, industriais, cozinhas profissionais, campos da saúde e outras áreas propícias à queda de objetos pesados, respingos de componentes químicos e umidade.

Por isso, esse item de segurança tem uma importância fundamental dentro das organizações, protegendo os profissionais na realização dos movimentos durante a execução de suas ações.

Quais são os principais tipos de botas de segurança e como escolher uma?

Dessa forma, qualquer dano na região dos pés incapacita o colaborador na continuidade do seu serviço, seja em trabalhos mais pesados, seja em atividades rotineiras, como subir escadas ou até mesmo caminhar.

Nessa circunstância, as botas de segurança protegem os usuários de diferentes situações durante a execução de seus serviços, como:

  • impactos e quedas de objetos;
  • umidade em contato com pés e pernas;
  • respingos ou contato direto com elementos químicos nocivos;
  • choques elétricos;
  • agentes cortantes e escoriantes;
  • agentes térmicos.

Quais são os principais tipos de botas de segurança?

Existem diversos tipos de botas de segurança que podem ser utilizadas pelos profissionais. O processo de escolha passa pela determinação das condições do local de trabalho e do tipo de atividade que será executada. Por isso, separamos a seguir os principais modelos desse EPI. Confira!

Bota para proteção contra queda de objetos

Essa bota de segurança é utilizada principalmente pelos profissionais da construção civil. Isso porque a queda de objetos é um risco constante para os colaboradores nesse tipo de trabalho, como no caso do tombamento de ferramentas e blocos cerâmicos.

Em geral, esse modelo de calçado tem uma biqueira de metal na parte frontal, garantindo uma resistência máxima contra impactos e choques mecânicos. Além disso, o material deve ser resistente o suficiente para ser lavado e reutilizado outras vezes.

Quais são os principais tipos de botas de segurança e como escolher uma?

Nessa situação, a bota de borracha é o modelo ideal para a proteção contra a queda de objetos, fazendo uso de uma biqueira de aço ou composite. A escolha do cano curto, médio ou longo vai depender do tipo de atividade executada pelo colaborador.

Bota para proteção contra umidade

A exposição constante à umidade intensa causa danos significativos à pele dos pés, dificultando ou até mesmo impedindo a movimentação.

Por isso, o uso de uma bota para a proteção contra essa intempérie é fundamental, principalmente para profissionais que trabalham em câmaras frias, serviços de limpeza ou outras atividades que submetem o colaborador ao contato direto com a água.

Quais são os principais tipos de botas de segurança e como escolher uma?

Geralmente as botas de PVC injetado são ideais para as atividades que exigem proteção contra água e umidade, pois o material é totalmente impermeável. Sobretudo, esses equipamentos podem ter cano curto, médio ou longo, e também diferentes desenhos e formas de aderência, dependendo do tipo de exposição do usuário durante o serviço.

Bota para proteção contra choque elétrico

Essa bota de proteção é capaz de oferecer segurança para os usuários em situações de exposição a choques elétricos, sendo um dos principais EPIs para os eletricistas e utilizada pelos profissionais que trabalham diretamente com alta-tensão, seja em operações de maquinários, seja em manutenções de sistemas elétricos.

Nessa situação, existem três tipos principais de botas para proteção contra choques elétricos:

  • bota não condutiva: é um calçado isolado que previne o contato acidental com equipamentos elétricos ou circuitos de linha viva. O uso de biqueiras de aço encapsuladas por um material não condutor, geralmente com um solado de borracha para aterramento, confere maior resistência;
  • bota antiestática: é mais indicada para os profissionais que estejam em ambientes mais sensíveis à eletricidade estática, dissipando a acumulação com um nível razoável de resistência contra circuitos vivos;
  • bota condutiva: esse calçado protege o usuário em ambientes com uma acumulação elevada de eletricidade estática ao ponto de ser um perigo eminente, principalmente no manuseio de materiais voláteis ou explosivos. Esse componente é feito com elementos de dissipação dessa aglomeração.

Bota para proteção contra agentes térmicos

O calçado de proteção contra agentes térmicos oferece extremidades com a capacidade de amenizar os danos causados pelo frio ou pelo calor, visto que essas partes são as primeiras a sofrerem com temperaturas adversas e intensas.

Os profissionais que trabalham com atividades em frigoríficos e bombeiros, por exemplo, estão expostos a temperaturas extremas muito baixas e muito elevadas, respectivamente, sendo alguns dos bons exemplos de usuários para esse tipo de equipamento.

Bota para proteção contra agentes químicos

Por sua vez, a bota de proteção contra esse tipo de agente é utilizada por profissionais que atuam diretamente na indústria química, pois os colaboradores estão expostos constantemente a substâncias químicas abrasivas e corrosivas.

O modelo de bota em couro apresenta maior conforto e durabilidade. É mais indicado para situações em que o solado entra em contato com óleos e combustíveis, além de ambientes mais secos, alvenarias e revestimentos.

Bota para proteção contra agentes cortantes

Por fim, uma bota de proteção contra agentes cortantes também é recomendada para profissionais que tenham contato com materiais perfurocortantes em geral, como as seringas.

Sobretudo, esse tipo de calçado oferece maior proteção para os pés, impedindo que objetos cortem ou contaminem os usuários. Além de serem opções excelentes para a defesa contra quedas de objetos, as botas de borracha também resguardam o usuário da penetração de componentes pontiagudos, utilizando palmilhas de aço ou de outro material que proteja da perfuração.

Como escolher o equipamento ideal?

Na escolha da bota de segurança ideal é necessário que se faça uma pesquisa inicial das características do ambiente de trabalho e quais são as necessidades do profissional na execução das suas atividades.

Uma dica importante é a aquisição desses equipamentos durante o período da tarde. O motivo são os pés que tendem a estar mais inchados no final do expediente, e escolher botas com maiores dimensões proporcionará uma sensação de máximo conforto. Por isso, mesmo nos períodos de trabalho mais longos o profissional estará preparado.

Posteriormente, é fundamental que o colaborador faça a prova da bota simulando as possíveis condições de trabalho que ele vai enfrentar, verificando se esses equipamentos ficarão adequadamente ajustados. Não se deve esquecer do conforto, optando-se preferencialmente por palmilhas ortopédicas, componentes leves e acolchoados.

Quais são os principais tipos de botas de segurança e como escolher uma?

Outro cuidado fundamental é a longevidade do item de segurança, escolhendo equipamentos com materiais mais resistentes e flexíveis. O armazenamento deve ser feito em locais secos e limpos, lavando-se constantemente para reduzir os odores e preservar o instrumento.

Por fim, é essencial observar as normas de segurança que regulamentam os equipamentos de proteção obrigatórios e as suas condições mínimas, de acordo com cada atividade praticada. A NR-6 e a NR-10, por exemplo, trazem informações sobre os tipos de EPIs e as condições de trabalho com eletricidade, respectivamente.

A escolha dos tipos de botas de segurança envolve principalmente a determinação da atividade a ser executada e do nível de exposição ao risco. Existem diferentes modelos e materiais que levam em consideração a resistência e a durabilidade pretendida. O equipamento ideal deve estar alinhado com o conforto, segurança e observar as normas regulamentadoras.

E então, gostou do nosso artigo sobre os tipos de bota de segurança? Aproveite para conhecer os nossos equipamentos e encontre o ideal para as suas atividades!

Sobre o autor

Fernanda Silva

Fernanda Silva

Produtora de conteúdo no Gaveteiro.com.br.

Deixar comentário.

Share This