Sirius

Iniciaram a desocupação de um imenso terreno em Campinas, em São Paulo. Com financiamento do governo Federal e algumas empresas privadas, este terreno servirá para construir um grande projeto científico e tecnológico já visto no Brasil. Trata-se do projeto Sirius, um acelerador de partículas que ocupará um prédio de 250 metrôs, em uma área total de 42.000m².

1

 

O projeto visa produzir luz síncroton, usada para identificar estruturas moleculares e atômicas de diversos organismos presentes na Terra, desde células a compostos químicos. Para tal é necessário uma velocidade que pode chegar a 300 mil km/s em um anel de 500 metros de comprimento. Um grande avanço para a área científica de nosso país.

2-617x198

 

É importante comentar que já existe um acelerador no Brasil, o UVX. No entanto, com a construção de Sirius teremos uma potência maior no ramo, com uma capacidade superior a 5x em relação ao já existente. A título de curiosidade é interessante comentar que existe uma grande diferença entre o Sirius e o famoso acelerador de partículas LHC. Este último é um colisor de partículas, enquanto que no Sirius as partículas não entram em rota de colisão. Espera-se que o Sirius inicie suas atividades em  2016, com as Olímpiadas.

 

banner com imagem de produtos de uso corporativo, imagem contém botão para fazer cotação online

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s